,

,
,

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Polícia acha veículos que teriam sido usados para roubar carros-fortes


Criminosos ainda não foram localizados e buscas continuam, em Goiás.
Grupo usou explosivos para arrombar carros-fortes e matou três seguranças.Dois veículos foram encontrados pela Polícia Civil em uma estrada vicinal que liga Morrinhos a Buriti Alegre, no sul de Goiás. Segundo a titular da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), Adriana Ribeiro, tudo indica que a Toyota Hilux e o Mitsubishi Triton foram usados pela quadrilha que explodiu dois carros fortes e provocou a morte de três seguranças na BR-153. “Acreditamos que outros carros estavam no local esperando por eles. É uma quadrilha com uma estrutura muito grande”, As buscas pelos criminosos continuam na manhã desta terça-feira (2). De acordo com a delegada, mais de 30 policiais civis e militares estão envolvidos na operação. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) que está ajudando nas buscas.O crime ocorreu na terça-feira (1ª) na BR-153, entre Morrinhos e Goiatuba. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um grupo de aproximadamente 10 pessoas fortemente armadas utilizou um caminhão para bloquear a rodovia e fazer com que os veículos parassem.Os assaltantes usaram explosivos para arrombar os carros-fortes. De acordo com o delegado de Morrinhos, Cláudio Andreias, a quadrilha tentou explodir um terceiro veículo, mas a detonação falhou.Um homem, que presenciou o assalto, mas preferiu não se identificar, disse que houve forte troca de tiros no local. “Uns já chegaram atirando e os outros atravessaram [o caminhão na pista] para eles não voltarem para trás. Ficou todo mundo escondido lá atrás, porque já chegaram dando tiro”, disse. A ação da quadrilha durou menos de dez minutos, segundo a testemunha.Ainda segundo o motorista que presenciou o crime, o grupo conseguiu levar o dinheiro dos veículos. “Pelo tanto de vezes que eles foram e voltaram [aos veículos], eles conseguiram levar bastante [dinheiro]”, completou. Entretanto, não há informações oficiais sobre a quantia que era transportada nem o valor levado.O trecho da BR-153 ficou interditado por cerca de oito horas, até a retirada dos corpos das vítimas,  das bombas e dos estilhaços que ficaram na rodovia. O congestionamento chegou a mais de 5 quilômetros.fonteg1goias




 
Copyright © 2013 OUVIDOR AGORA - Traduzido Por: Templates Para Blogspot
Design by FBTemplates | BTT