,

,
,

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Idosa de 107 anos que esperou 23 anos por benefício consegue reforma de casa

Mulher de 107 anos pretendia usar R$ 11,4 mil de aposentadoria para obras.
Dinheiro não foi suficiente e ela decidiu pedir ajuda, em Trindade, Goiás.
A idosa Geralda Benedita de Morais, de 107 anos, que conseguiu receber resíduos de sua aposentadoria após 23 anos de espera, está prestes a realizar o sonho de ter a casa reformada em Trindade, na Região Metropolitana da capital. A ação trabalhista de 1991 lhe rendeu R$ 11,4 mil, mas o valor não foi suficiente para fazer os reparos na residência. Ela pediu ajuda e algumas pessoas decidiram contribuir.Geralda faz parte de um grupo com mais 869 pessoas que tinham direito ao benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Após se aposentar, ela recebeu, entre 1988 e 1991, meio salário mínimo. Porém, a Constituição Federal de 1988 determinou que os trabalhadores rurais tivessem direito a receber o salário mínimo integral. Ela entrou na Justiça e conseguiu, após uma longa espera, receber o que faltava do benefício.Com o dinheiro nas mãos, a aposentada decidiu realizar um sonho e comprou parte dos materiais de construção necessários para a reforma da casa, onde ela viveu por mais de 40 anos. Como apresentava muitas rachaduras e madeiras podres, a moradia estava interditada e a idosa permanecia morando em dois cômodos construídos na parte de trás do terreno.Em função dos danos, a casa precisou ser derrubada para que outra seja construída do zero e o dinheiro da idosa não foi suficiente. Ela pediu ajuda e, aos poucos, contribuições começaram a aparecer. Uma delas partiu da Prefeitura de Trindade, que se comprometeu a contratar a mão de obra para realização dos trabalhos. Depois, Geralda também recebeu doações dos materiais de construção que faltavam, além de cerâmicas e louças.A obra foi iniciada na semana passada e a casa antiga já foi derrubada. De acordo com o arquiteto que coordena os trabalhos, Garibaldi Rizzo, o imóvel será adaptado para receber a idosa, que usa uma cadeira de rodas. “Serão dois quartos, com forro em PVC e telhado em duas águas. Vamos obedecer a formação da casa antiga, para não distorcer o modo de vida dela”, explicou.Geralda, que está sempre de bom humor,  afirma estar contente com a construção da nova casa. “Estou sabendo que eles estão trabalhando aí, estou muito satisfeita, muito alegre. Dou graças e louvor a Deus, a luz divina é a que ilumina o mundo inteirinho”, disse.Levada ao canteiro de obras para ver o andamento dos trabalhos, ela voltou a agradecer pela ajuda. “Tá muito bem, muito abençoada por Deus. Estou muito feliz”.A idosa completa 108 anos no próximo dia 24 de julho. A previsão é que a casa fique pronta antes da data.fonte g1/goias




 
Copyright © 2013 OUVIDOR AGORA - Traduzido Por: Templates Para Blogspot
Design by FBTemplates | BTT