,

,
,

quarta-feira, 12 de março de 2014

DISPARO ACIDENTAL MATA CRIANÇA DE 13 ANOS EM CATALÃO

Dois garotos brincavam com uma arma de fogo (espingarda 5.5), no Residencial Maria Amélia, na Rua Maria R. de Jesus, e com um disparo acidental, um deles, de 13 anos, foi atingido na cabeça. Ele foi socorrido e levado para o Pronto Socorro da Santa Casa ainda com vida, mas não resistiu e faleceu. Segundo a PM não havia ninguém em casa com os dois, e eles eram amigos.
                                    
Adolescentes estavam sozinhos na casa do autor
     do disparo  (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
A Polícia Militar e a Civil estiveram na residência e estão investigando o caso, ainda não foi informado de quem é a arma.



Um adolescente de 13 anos morreu após ser atingido por um tiro de uma espingarda de pressão carregada com chumbinho, na tarde de quarta-feira (12) em Catalão, no sudeste de Goiás. O disparo foi feito por um amigo da vítima, de 14 anos, enquanto eles brincavam. O tiro acertou a testa do menino, que chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu ao ferimento e morreu no Hospital Santa Casa de Misericórdia.
Segundo a Polícia Civil, os garotos eram colegas de escola. Eles estavam sozinhos na casa do autor do disparo, no Bairro Maria Amélia. Segundo o delegado Vagner Sanchez Pedroso, que realizou a primeira apuração do caso, a arma pertencia ao pai do menino.
saiba mais
“Em depoimento o pai fala que adquiriu a arma há aproximadamente quatros meses, comprada do irmão dele, para efetuar tiros no muro da residência, para distração. Ele guardava a arma atrás do guarda-roupa do quarto do casal e afirma que a última vez que a tinha utilizado tinha sido há aproximadamente 20 dias. Ele [pai] imaginava que a arma estava sem munição”, afirma o delegado.
O adolescente que efetuou o disparo também foi ouvido pela polícia. “Ele fala que estava brincando e efetuou o disparo, pensou que não tinha munição. O menino sabia que a arma ficava lá, tanto que em uma ocasião o pai pediu para que o filho pegasse a arma para ele”, diz Pedroso.
Tanto o pai quanto o garoto foram liberados após prestar depoimento. A arma foi apreendida. De acordo com o delegado, o caso será encaminhado à Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA), que investigará a responsabilidade do menor sobre o crime, e ao 2º Distrito Policial, que cuidará da investigação sobre o pai do adolescente.
Para o delegado, o pai foi imprudente e poderá ser responsabilizado por homicídio culposo (quando não há a intenção de matar). “Ele foi imprudente porque guardou a arma sem ter a devida cautela, facilitando o acesso do filho à arma”, afirma.
O corpo da criança foi enterrado no início da tarde desta quinta-feira (13) no Cemitério Jardim São Pedro, em Catalão.fonteg1goias



 
Copyright © 2013 OUVIDOR AGORA - Traduzido Por: Templates Para Blogspot
Design by FBTemplates | BTT